domingo, 18 de fevereiro de 2018

Caetano Veloso - Circuladô de fulô (1991) e Noites do Norte (2000)

Dois álbuns magistrais de Caetano, cuja maturidade o faz cada vez mais criativo e moderno.

Circuladô (1991)



O jornalista Robert Dimery, cofundador da revista Rolling Stone, incluiu o álbum Circuladô em seu livro “1001 Albums You Must Hear Before You Die” (1001 Discos Para Ouvir Antes De Morrer). A faixa "Circuladô de fulô" é talvez a sua maior obra-prima. Segundo o blog Bossa Nova Foda, "Circuladô afirma a esplendorosa e jovem maturidade de Caetano, que, aliás, chega a um alto nível de fluência e liberdade no modo de relacionar palavras com música, demonstrando, mais uma vez, o domínio das mínimas nuances musicais e poéticas. ... Sua chave, eu acho, está no cruzamento entre as faixas Circuladô de Fulô e Ela Ela. Na primeira, ele trabalha com o texto do poeta de vanguarda Haroldo de Campos, partindo dessa base erudita para chegar numa forma extremamente popular de música nordestina; em Ela Ela os sons da guitarra de Arto (referência ao universo pop) servem de sustentação para a criação de uma música de vanguarda. A citação de Machado de Assis na contracapa (“Mas as polcas não quiseram ir tão fundo”) são palavras de um personagem condenado ao sucesso: quer fazer música erudita, mas só consegue ser popular. No caso de Caetano Veloso, essas barreiras, é certo afirmar, já não existem mais."

Faixas:
1. Fora da Ordem
2. Circuladô de fulô
3. Itapuã
4. Boas vindas
5. Ela ela
6. Santa Clara, padroeira da televisão
7. Baião da Penha
8. Neide Candolina
9. A terceira margem do rio
10. O Cu Do Mundo
11. Lindeza




Caetano Veloso - Noites do Norte (2000)


"No fim do milênio, a novidade voltou a freqüentar o terreiro de Caetano Veloso. Em Noites do Norte, ele achou um conjunto de idéias muito interessante para nortear parte das canções. A permanência da escravidão como a característica nacional do país, profetizada em livro por Joaquim Nabuco no começo do século, abre para Caetano um vasto leque de discussões, que se desenrolam em algumas das melhores faixas do CD, como a própria Noites do Norte (texto de Nabuco genialmente musicado), 13 de Maio (com seu inusitado mas fluente jogo de compassos, cortesia do filho Moreno) e a lírica releitura de Zumbi, aguerrida música de Jorge Ben Jor que antecipou de Nação Zumbi a Soulfly. No entanto, mais do que essa fértil unidade temática do bloco inicial do disco, o que realmente faz Noites do Norte valer a pena é a sonoridade que Caetano achou, diferente de qualquer de seus outros discos." (Clicmusic)

Faixas:
1. Zera a Reza
2. Noites Do Norte
3. 13 de maio
4. Zumbi
5. Rock 'n' Raul
6. Michelangelo Antonioni
7. Cantiga de boi
8.Cobra coral
9. Ia
10. Meu Rio
11. Sou seu sabiá
12. Tempestades solares





terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

MPB4 em 2 momentos


O grupo vocal mais famoso do Brasil, fez história na MPB, sempre interpretando nossos melhores compositores. Sua formação clássica era (na foto, da esquerda para a direita) Miltinho (4ª voz), Magro Waghabi (2ª voz e direção musical), Aquiles (3ª voz) e Ruy (1ª voz). Hoje é formado por Miltinho, Aquiles, Pauleira e Dalmo - Magro faleceu em 2012; Ruy deixou o grupo em 2004 e faleceu recentemente, no dia 11 de janeiro de 2018. Neste post, dois álbuns importantes da carreira do grupo, Cicatrizes (1972) e Vira Virou (1980). Saiba mais sobre o MPB4.

Cicatrizes (1972)



Faixas:
1. Agiborê (Tom & Dito)
2. O Navegante (Sydney Miller)
3. São Vicente (Fernando Brant, Milton Nascimento)
4. Desalento (Hermínio Bello De Carvalho, Maurício Tapajós)
5. Viva Zapátria (Murilo Antunes de Oliveira, Sirlan)
6. Cicatrizes (Miltinho, Paulo César Pinheiro)
7. Partido Alto (Chico Buarque de Hollanda)
8. Bom Dia, Boa Tarde, Boa Noite (Jorge Ben)
9. Pesadelo (Maurício Tapajós, Paulo César Pinheiro)
10. Canção de Naná (Dorival Caymmi)
11. Última Forma (Baden Powell, Paulo César Pinheiro)
12. Ilu-Ayê (Terra Da Vida) (Cabana, Norival Reis)
13. Faz Tempo (Maurício Tapajós, Paulo César Pinheiro)

Confira no Discogs






Vira Virou (1980)


Faixas:
1. Olhar De Cobra (Risério, Moraes Moreira) 2:54
2. A Lua (Renato Rocha)
3. Por Toda Lã (Alceu Valença)
4. Fruta De Vez (Abel Silva, Dominguinhos)
5. Semente De Adão (Geraldo Azevedo)
6. Compadres (Nelson Angelo, Novelli)
7. Linha De Montagem (Chico Buarque, Novelli)
8. Depende (Abel Silva, Fagner)
9. Viração (Fogaça, Kledir Ramil)
10. Bilhete (Ivan Lins, Vitor Martins)
11. Vira Virou (Kleiton Ramil)

Confira no Discogs



quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Andy Mckee - Art of Motion (2005)


Andy Mckee, norte-americano, é um compositor e guitarrista de "fingerstyle" percussivo. Suas performances são impressionantes.

Faixas:
1. Art of Motion
2. When She Cries
3. Drifting
4. For My Father
5. Practice Is Perfect
6. Shanghai
7. Into the Ocean
8. Nocturne
9. Heather's Song
10. Samus' Stardrive
11. Keys to the Hovercar
12. Rylynn

Confira aqui.


domingo, 28 de janeiro de 2018

Anat Cohen & Trio Brasileiro - Rosa dos Ventos (2017)


Este incrível álbum está concorrendo hoje - 28 de janeiro - ao Grammy na categoria world music. Trata-se do excelente Trio Brasileiro, formado por Dudu Maia (bandolim), Douglas Lora (violão de 7 cordas) e Alexandre Lora (pandeiro e percussão) junto à primorosa clarinetista israelense Anat Cohen. Um choro harmonioso e bem tocado, com composições próprias. Saiba mais em reportagem do Estadão.

Faixas:
1. Baião da esperança
2. Para você, uma flor
3. Ijexá
4. Valsa do sul
5. Flamenco
6. Sambalelê
7. Rosa dos ventos
8. Teimosa
9. Das Neves
10. O ocidente que se oriente
11. Choro pesado
12. Lulubia

Confira aqui.



quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Dead Combo - Quando a alma não é pequena (2006)


Banda portuguesa formada por Tó Trips (guitarras) e Pedro V. Gonçalves (contrabaixo, kazoo, melódica e guitarras). Seu incrível som mistura fado e rock com um clima de far west. Este é o seu segundo álbum. Confira o site oficial.

Faixas:
1. After Peace, Swim Twice
2. Quando A Alma Não é Pequena
3. A Menina Dança #1
4. Rodada
5. Ana (Strawb)
6. O Menino, O Vento E O Mar
7. Canja Voodoo
8. Mr. Eastwood
9. Ai Que Vida!
10. Aquele Beijo Eterno
11. O Assobio (Canção Do Avô)
12. Despedida (Até Sempre)
13. Esperanza (Bounty)
14. Song For B

Disponível no Discogs



sábado, 6 de janeiro de 2018

Nina Simone - Little Girl Blue / Jazz as Played in an Exclusive Side Street Club (1958)


O incrível álbum de estreia de Nina Simone, como o próprio subtítulo revela, é a transposição para o estúdio do repertório que a pianista/cantora executava no Midtown Bar & Grill, em New Jersey. O álbum inclui a ótima Central Park Blues, única faixa composta por ela. Além do piano e voz, Nina fez também os arranjos do álbum, acompanhada pelos músicos Jimmy Bond, no baixo, e Tootie Heath, na bateria.

Faixas:
1. "Mood Indigo" (Duke Ellington, Barney Bigard, Irving Mills)
2. "Don't Smoke in Bed" (Willard Robison)
3. "He Needs Me" (Arthur Hamilton)
4. "Little Girl Blue" (Richard Rodgers, Lorenz Hart)
5. "Love Me or Leave Me" (Walter Donaldson, Gus Kahn)
6. "My Baby Just Cares for Me" (Walter Donaldson, Gus Kahn)
7. "Good Bait (instr)" (Tadd Dameron)
8. "Plain Gold Ring" (George Stone)
9. "You'll Never Walk Alone (instr)" (Richard Rodgers, Oscar Hammerstein II)
10. "I Loves You Porgy" (DuBose Heyward, George Gershwin, Ira Gershwin)
11. "Central Park Blues (instr)" (Nina Simone)

Confira aqui.




quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Chet Baker in Tokyo (1987)


Gravado ao vivo em junho de 1987, cerca de 11 meses antes da morte de Chet Baker, este álbum tem performances incríveis do trompetista e seu trio.

Faixas:
1. Stella By Starlight 10:50
2. For Minors Only 7:40
3. Almost Blue 7:53
4. Portrait In Black And White 15:46
5. My Funny Valentine 13:14
6. Four 7:28
7. Arborway 14:00
8. I'm A Fool To Want You 11:22
9. Seven Steps To Heaven 7:56
10. For All We Know 8:57
11. Broken Wing

Confira no 7digital

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Marcelo Pretto e Swami Jr. - A Carne das Canções (2014)


"Se aprender a cantar for apenas soltar as palavras das prisões / Pro que der e vier vou cantar se eu puder ver a carne das canções". O trecho é da música-título, A Carne das Canções, de Swami Jr. e Tiago Torres da Silva. Um álbum que contém obras dos maiores compositores paulistanos dos últimos tempos como Douglas Germano, Kiko Dinucci, Luiz Tatit e Arrigo Barnabé, entre outros.


Faixas:
1 Ratapaiapatabarreno (Douglas Germano) 04:08
2 Abre a Casa (Beto Villares) 04:14
3 Nessa Cidade (Fabio Barros) 04:04
4 Araripe Ararat (Chico Saraiva / Mauro Aguiar) 04:11
5 Pretinha (Leandro Medina) 03:57
6 Vai, Menina, Vai (Arrigo Barnabé) 03:31
7 Olhos da Cara (Kiko Dinucci / Sinhá) 01:20
8 Paisagem Na Neblina (Rodrigo Campos) 03:26
9 Pixãim (Walter Freitas / Joãozinho Gomes) 04:03
10 Esqueci de Ficar Triste (Kiko Dinucci / Jonathan Silva) 02:11
11 Iara (Antonio Loureiro & Luiz Tatit) 03:22
12 Labirinto Azul (Lincoln Antonio & Walter Garcia) 03:22
13 Guia Cruzada (Douglas Germano) 03:10
14 A carne das Canções (Swami Jr. / Tiago Torres da Silva) 03:48
15 Tupepe (loop) (Marcelo Pretto) 01:36

Ouça aqui e confira aqui.



quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Violonistas brasileiros: Swami Jr. e Marcel Powell

O violão é uma tradição na música brasileira. Temos inúmeros violonistas célebres e neste post vamos falar de álbuns de dois deles.

Swami Jr. - Mundos e Fundos (2011)


Instrumentista, compositor, arranjador e produtor, o paulistano Swami Jr. lançou este álbum após ter atuado durante sete anos como diretor musical e violonista da cantora cubana Omara Portuondo (diva da trupe Buena Vista Social Club). Notável como compositor e intérprete, valoriza as raízes musicais brasileiras. Saiba mais sobre o violonista aqui.

Faixas:
1. Paladino (Swami Jr.)
2. El Puro (Swami Jr.)
3. Saudade da Bahia (Dorival Caymmi)
4. Helena (Swami Jr.)
5. Abraço (Swami Jr. / Chico Pinheiro)
6. Valsa de Areia (Swami Jr.)
7. Virou Fumaça (Swami Jr.)
8. Cabeleira do Zezé (João Roberto Kelly / Roberto Faissal)
9. Tenda (Tuco Marcondes)
10. Vibrações (Jacob do Bandolim)
11. Jurupari (Swami Jr.)

Confira aqui




Marcel Powell - Só Baden (2016)


Filho do célebre Baden Powell - a quem homenageia neste álbum - Marcel começou a tocar violão aos nove anos, tendo o pai como professor. Tornou-se também um grande violonista. Com o pai gravou dois discos, Baden Powell e filhos e Suite Afro-Brasileira, ambos ao lado do irmão, o pianista Philippie Baden.

Faixas:

1. Vento Vadio
2. Samba Em Prelúdio
3. Samba Novo
4. Tempo Feliz
5. Samba Triste
6. Apelo
7. Só Por Amor
8. Violão Vadio
9. O Astronauta
10. Vou Deitar E Rolar
11. Berimbau
12. Canto De Ossanha
13. Marcha Escocesa.

Adquira aqui.


quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Durand Jones & The Indications (2016)


Charles Bradley se foi, mas é com emoção que vejo que a vida insiste em pulsar. Este álbum de estreia da banda, liderada pelo incrível vocalista Durand Jones, mostra que o soul é eterno.

Integrantes da banda:
Durand Jones - Vocals
Blake Rhein - Guitar
Aaron Frazer - Drums
Kyle Houpt - Bass
Justin Hubler - Keys

Horns (past and present):
Steven Banks -Bari Sax
Alex Geddes - Tenor Sax
Alex Young - Tenor Sax
Christian Allmendinger - Trumpet
Sam Motter - Tenor Sax
Matt Riggen - Trumpet

Background Vox on album:
Anastasia Talley
Ariel Simpson

Faixas:
1. Make A Change
2. Smile
3. Can't Keep My Cool
4. Groovy Babe
5. Giving Up
6. Is It Any Wonder?
7. Now I'm Gone
8. Tuck 'n' Roll

Confira no 7digital / Site / Facebook



sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Oli Brown - Here I Am (2012)


Guitarrista e cantor britânico, o jovem Oli Brown e sua banda já receberam vários prêmios concedidos pela British Blues Awards. Este é o seu terceiro álbum, com uma das mais tocantes versões da clássica 
I Love You More Than You'll Ever Know
, de Al Kooper, interpretada também por Donny Hathaway, Amy Winehouse e Alice Russell, entre outros. Confira o site oficial de Oli Brown.

Faixas:
1. Here I Am
2. Thinking About Her
3. Manic Bloom
4. All We Had To Give
5. You Can Only Blame Yourself
6. Start It Again
7. Devil In Me
8. I Love You More Than You'll Ever Know
9. Remedy
10. Mr. Wilson
11. Like A Feather
12. Solid Ground