sexta-feira, 23 de junho de 2017

Harvey Specter's Jukebox (Suits)


Espetacular seleção extraída do seriado de TV canadense Suits. 

Faixas:
1. THE HEAVY - How You Like Me Now? (Raffertie Remix)
2. LEE DeWYZE - Same For You
3. KALEO - Way Down We Go (LIVE)
4. DESI VALENTINE - Fate Don't Know You
5. JD McPHERSON - A Gentle Awakening
6. RUBY VELLE & THE SOULPHONICS - It's About Time
7. CHARLES BRADLEY - Changes
8. GLORIA LYNNE - Speaking Of Happiness
9. WILLIE DAVIES - I Leard My Lesson
10. LEE FIELDS & THE EXPRESSIONS - Wish You Were Here
11. CHARLES BRADLEY - The World (Is Going Up In Flames)
12. CHARLES BRADLEY Feat. MENAHAN STREET BAND - Where Do We Go From Here
13. EBO Tayler - Heaven
14. THE JAMES HUNTER SIX - Look Out
15. EDDIE HOPE - A Fool No More
16. ALABAMA SHAKES - Gimme All Your Love
17. LEE DeWYZE - Same For You
18. LONDON GRAMMAR - Hey Now19. ANGUS AND JULIA STONE - Big Jet Plane (Acoustic)
20. DANIELA ANDRADE - Crazy (Gnarls Barkley Cover)

Confira aqui.











Todas as faixas:

terça-feira, 20 de junho de 2017

Rag'n'Bone Man - Human (2016)


Revelação britânica, com voz poderosa que abraça bem o soul e o pop. Este é o seu álbum de estreia. Saiba mais sobre ele no The Sun.

Faixas:
1. Human
2. Innocent Man
3. Skin
4. Bitter End
5. Be The Man
6. Love You Any Less
7. Odetta
8. Grace
9. Ego
10. Arrow
11. As You Are
12. Die Easy
13. The Fire
14. Fade To Nothing
15. Life In Her Yet
16. Your Way Or The Rope
17. Lay My Body Down
18. Wolves
19. Healed

Confira aqui.



quarta-feira, 14 de junho de 2017

Jorge Ben - A Tábua de Esmeralda (1974)


Permitam-me republicar este álbum com o destaque que ele merece. Um dos melhores álbuns da MPB e eleito pela revista Rolling Stone como o 6º melhor álbum brasileiro de todos os tempos. Bruno Chair, no site Escuta Essa!, explica de forma brilhante como o disco foi concebido:

"Em 1974, Jorge Ben Jor já era considerado um ícone da música popular brasileira. Até então, havia lançado dez discos desde Samba Esquema Novo, seu álbum de estreia em 1963. Em 1973, a gravadora lançou Dez anos depois, uma coletânea com as melhores músicas produzidas pelo cantor. No ano seguinte, hora de lançar material novo.

Jorge já tinha em mente o que desejava produzir: queria algo mais filosófico, que estivesse de acordo com as suas convicções pessoais. Chegou na gravadora Philips Records (depois tornou-se Polygram) com essa intenção. “Quero fazer um disco sobre os alquimistas, sobre Hermes Trismegisto e a tábua de esmeraldas, Paracelso e a agricultura celeste. Simbora gravar?”

De pronto, houve uma certa rejeição da gravadora em acolher a nova ideia. Queriam o básico, o vendável, o realizável. Um disco sobre alquimia não interessaria a ninguém, levando-se em conta o mercado fonográfico da época. Coube a André Midani, gerente da gravadora na época, ouvir os apelos de Jorge Ben e bancar o desafio do cantor de transmutar uma ideia em realização.

Curioso é que, deste mesmo ano também é o álbum Gita, do Raul Seixas; e no ano seguinte foi lançado o álbum Racional, do Tim Maia. Nos três, um assunto em comum, que é o misticismo, a busca por uma verdade universal em diferentes crenças. Necessário lembrar, também, que estávamos em plena Ditadura Militar. Talvez essa procura por novos caminhos e verdades tenha relação com o real, tão sufocante e arbitrário.

Jorge Ben (Jor, só em 1989), após ter conquistado o aval da gravadora, produziu um álbum em que há referências diretas aos grandes alquimistas. Pra começar, podemos observar a capa, que mostra figuras de Nicolas Flamel, e a primeira lei da tábua de esmeralda, texto escrito por Hermes Trismegisto que deu origem a alquimia: “é verdade, sem mentira, certo e muito verdadeiro”.

Apenas pela capa, percebe-se que Jorge Ben conhecia os fundamentos e as origens da alquimia. Era um estudioso da teoria, mas nunca foi um prático. As referências sobre alquimia estão na maioria das músicas do álbum. Referências que são preenchidas da mais pura criação poética, acrescidas a arranjos inspirados de violão (em 1976, o cantor abandonaria de vez o acústico e partiria para a guitarra elétrica)."

No site, Bruno ainda analisa canção por canção.

Faixas:
1. Os Alquimistas Estão Chegando
2. O Homem da Gravata Florida
3. Errare Humanum Est
4. Menina Mulher da Pele Preta
5. Eu Vou Torcer
6. Magnólia
7. Minha Teimosia, Uma Arma pra te Conquistar
8. Zumbi
9. Brother
10. O Namorado da Viúva
11. Hermes Trismegisto e sua Celeste Tábua de Esmeralda
12. Cinco Minutos

Confira aqui.






segunda-feira, 12 de junho de 2017

Isadora Melo


Cantora da nova MPB de Recife, começou num grupo de choro, o Arabiando. No repertório havia muitas canções de Elizeth Cardoso, que é referência para ela até hoje. Depois juntou-se a Juliano Holanda (Orquestra Contemporânea de Olinda) e Zé Manoel. Lançou um EP em 2014 e agora o álbum Vestuário.

Isadora Melo (2014) (EP)


Músicos:
Juliano Holanda | Violão
Areia | Baixo
Rafael Marques | Bandolim
Julio Cesar | Acordeon

Faixas:
1. Partilha
2. Cinema Nacional
3. A Joia





Vestuário (2016)


Faixas:
1-Vestuário
2- Braseiro
3- Partilha
4- Pequena - Part. de Karson Correia
5- Habanera hobie cat acalanto - Part. de Zé Manoel e Jaques Morelenbaum
6- Do tempo
7- O de mais valia
8- Canção bonita - Part. de Clara Torres
9- A joia
10- Prata do sossego - Part. de Juliano Holanda
11- Partilha (reprise)

Ouça e saiba como adquirir aqui.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Vinícius Sarmento


Jovem talento de Recife, é músico profissional desde os 8 anos de idade. A música e, em especial, o violão, são familiares a ele desde a infância. Sobrinho de Bozó 7 Cordas, Vinícius teve também a influência do pai, Nuca. Teve como padrinho o mestre Rafael Rabello, falecido muito jovem.  Já se apresentou ao lado de nomes como Dominguinhos, Yamandu Costa, Henrique Annes, Tibério Azul, Sebastião Tapajós e Lula Queiroga, entre outros. Impecável como compositor e intérprete! Vinicius integra a banda Seu Chico. Confira seu talento nos vídeos abaixo.


O vídeo abaixo é uma entrevista concedida em Londres à conterrânea Natalia De Santana Revi.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Orquestra Contemporânea de Olinda - Pra Ficar (2012)


A Orquestra Contemporânea de Olinda reúne grandes músicos pernambucanos da safra atual. Com uma junção de orquestra de frevo com baixo, guitarra e bateria, a banda tem como influências grooves latinos, afrobeats e ritmos pernambucanos, sempre com arranjos de metais do maestro Ivan do Espírito Santo. A Orquestra já se apresentou em diversas cidades do Brasil, na Europa e nos Estados Unidos, sendo indicada ao Grammy Latino 2009, na categoria de Melhor Álbum de Música Regional Brasileira. É formada pelos músicos: Maciel Salú (voz e rabeca), Juliano Holanda (guitarra), Roque Netto (trompete e flugelhorn), Maestro Ivan do Espírito Santo (sax alto, tenor, barítono e flauta), Rapha Beltrão (bateria), Babá do Trombone (trombone), Alex Santana (tuba), Gilú Amaral (percussão), Hugo Gila (baixo) e Tiné (voz e efeitos). Tem três álbuns lançados. Confira o site do grupo.

Pra Ficar (2012)



Faixas:
1. No Ar (Tiné, Juliano Holanda, Gilú Amaral, Rapha B, Hugo Gila e Alex Santana)
2. De Leve (Juliano Holanda)
3. Falar pra Ficar (Tiné, Juliano Holanda, Gilú Amaral, Rapha B e Hugo Gila)
4. Mar Azul (Tiné e Juliano Holanda)
5. Além Mar (Tiné, Juliano Holanda, Gilú Amaral, Rapha B e Hugo Gila)
6. Suor da Cidade (Tiné, Juliano Holanda, Gilú Amaral, Rapha B e Hugo Gila)
7. Viver o Que Falta Viver (Tiné, Juliano Holanda, Gilú Amaral, Rapha B e Hugo Gila)
8. Do Bem (Tiné)
9. Boneco Gigante (Maciel Salú)
10. Voz de Dentro (Tiné, Juliano Holanda, Gilú Amaral, Rapha B e Hugo Gila)
11. Toda Massa (Tiné)
12. Janela (Tiné)

Confira aqui.



sexta-feira, 2 de junho de 2017

Gary Burton & Keith Jarrett (1971)

Incrível álbum do vibrafonista Gary Burton em parceria com o pianista Keith Jarrett, com ótimas performances também de Sam Brown na guitarra, Steve Swallow no baixo e Bill Goodwin na bateria. Jarrett tocou também saxofone neste disco.

Faixas:
1, "Grow Your Own" (Keith Jarrett) - 4:54
2. "Moonchild/In Your Quiet Place" (Jarrett) - 7:23
3. "Como en Vietnam" (Steve Swallow) - 7:04
4. "Fortune Smiles" (Jarrett) - 8:31
5. "The Raven Speaks" (Jarrett)

Confira no iTunes


quarta-feira, 31 de maio de 2017

Kaleo - A/B (2016)


Este grupo da Islândia revelou ao mundo uma das melhores vozes do rock e folk atuais, a de JJ Julius Son (que também toca guitarra rítmica e piano). A banda, radicada nos Estados Unidos, é formada também por David Antonsson (bateria, percussão, backing vocal), Daniel Kristjansson (baixo) e Rubin Pollock (guitarra-solo, backing vocal) . Confira o site oficial.

Faixas:
1. "No Good"
2. "Way Down We Go"
3. "Broken Bones"
4. "Glass House"
5. "Hot Blood"
6. "All the Pretty Girls"
7. "Automobile"
8. "Vor í Vaglaskógi"
9. "Save Yourself"
10. "I Can't Go on Without You"



quinta-feira, 25 de maio de 2017

Bobby Rush - Raw (2006)


Os amantes do blues vão curtir muito este álbum. Um blues básico, acústico e acompanhado por harmônica. Imperdível!

Faixas:
1. Boney Maroney
2. School Girl
3. Glad To Get You Back
4. Howlin' Wolf
5. Knockin' At Your Door
6. What's Going On
7. 9 Below Zero
8. What's The Use
9. You Don't Love Me
10. I'm Tired
11. How Long
12. Uncle Esau
13. I Got 3 Problems
14. Bobby Rush For President

Confira aqui.


terça-feira, 16 de maio de 2017

Fatoumata Diawara - Fatou (2011)


Nascida na Costa do Marfim, Fatoumata Diawara mudou-se para a França para trabalhar como atriz. Mais tarde, ela passou também a compor e cantar e em 2011 lançou este álbum de estreia, que mistura tradições wassoulou, do sul do Mali, com a música ocidental.

Faixas:
1. Kanou
2. Sowa
3. Bakonoba
4. Kele
5. Makoun Oumou
6. Sonkolon
7. Alama
8. Bissa
9. Mousso
10. Wilile
11. Boloko
12. Clandestin

Confira aqui.





quinta-feira, 11 de maio de 2017

Rumo - Rumo aos Antigos (1981)


Há 80 anos faleceu o sambista carioca Noel Rosa, que ajudou a legitimar o samba do morro e influenciou várias gerações de músicos. Em 1981, o vanguardista grupo Rumo, de São Paulo, lançou este delicioso álbum em que reinterpreta canções de compositores antigos, com muitas faixas de autoria de Noel Rosa, entre elas Você só.. mente, a belíssima Provei, Seja breve, Pierrot Apaixonado e Cor de cinza. O disco traz também interpretações de canções dos memoráveis compositores Lamartine Babo e Sinhô, entre outros. Mais informações sobre o grupo Rumo, que lançou grandes nomes da MPB como Ná Ozzetti e Luiz Tatit, veja aqui. Integrantes do Rumo: Akira Ueno, Ciça Tuccori, Gal Oppido, Geraldo Leite, Hélio Ziskind, Luiz Tatit, Ná Ozzetti, Paulo Tatit, Pedro Mourão, Zecarlos Ribeiro.

Faixas:
1 Quantos beijos (Vadico, Noel Rosa)
2 Que bom, felicidade que vai ser (René Bittencourt, Noel Rosa)
3 Eu também  (Lamartine Babo)
4 Você só... mente (Hélio Rosa, Noel Rosa)
5 Não quero saber mais dela (Sinhô)
6 Ótima ocasião (Luiz Vassalo)
7 Provei (Vadico, Noel Rosa)
8 Canjiquinha quente (Sinhô)
9 Seja breve (Noel Rosa)
10 Deus nos livre dos castigos das mulheres (Sinhô)
11 Marchinha nupcial (Lamartine Babo)
12 Aí hein! (Paulo Valença, Lamartine Babo)
13 Pierrot apaixonado (Heitor dos Prazeres, Noel Rosa)
14 Bobalhão (Sinhô)
15 Cor de cinza (Noel Rosa)
16 Pro bem da cidade (Luiz Tatit)
17 O que é que você fazia? (Noel Rosa, Hervê Cordovil)

Adquira aqui.





quarta-feira, 3 de maio de 2017

Luísa Maita - Fio da Memória (2016)


Seis anos após Lero-Lero, seu excelente álbum de estreia, Luísa Maita apresenta uma proposta bem diferente neste disco, mais experimental e contemporânea, com arranjos eletrônicos. Apesar de o primeiro álbum ter composições mais ricas, vale entrar nessa nova viagem. Ouça no site da cantora.

Faixas:
1. Fio da Memória
2. Na Asa
3. Around You
4. Olé
5. Porão
6. Música Popular
7. Ela
8. Volta
9. Sutil
10. Folia